quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Encontro!

Procuro por ti, preciso de te encontrar. Vislumbrar-te, para me entender!
Sinto a tua presença, julgo até saber o teu nome… Mas ainda não consigo abstrair de uma vida de regras, de imposições e de certezas absolutas, para sentir o teu cheiro e a tua cor.

Sei que vais esperar por mim, até que eu esteja pronta, para o nosso encontro, talvez, quem sabe? Tenho medo de me entregar a ti, daí a dificuldade que tenho em te ver.


Mas bem sabes que te sinto, em cada pequeno gesto que faço, que te dou as boas vindas, mas apenas preciso de um tempo, para arrumar um passado duro e confuso, em que me programaram para ser apenas uma sombra!

Sei que o passado está a ficar mais distante, sei até que já não me consigo zangar, sei que o que me move ainda é a dor, mas já não é a raiva, já não é a vontade de morrer, já não é o medo.


Trouxeste-me um bem-estar pacífico, uma vontade de me aprender e de me amar. Deixar de viver em função de tudo e de todos, para apenas ser verdadeiramente minha e de alguns, merecedores do meu amor, porque por mim nutrem esse mesmo amor incondicional!

Nunca é tarde, mas o passado ainda me trás alguma nostalgia, de tanto sofrido o tornei, apenas para não me ver, não me sentir.

Contigo sei que tudo é já diferente, que deixei de estar na sombra e na saudade permanente, para começar a acordar com vontade de viver para mim, e para os meus.

Por isso sei que nos vamos encontrar! :)

Musica escolhida pela Luísa


Solomon Burke - Soul Searchin'

6 comentários:

  1. Lindo, Maria, lindo.. Fico mesmo FELIZ com este texto.. :)

    ResponderEliminar
  2. Muito bonito. Aliás fantástico. quem me dera ter o dom de exprimir os meus sentimentos desta maneira. Vou copiar e guardar. Talvez o utilize alguma vez. Beijos
    Rita Macedo

    ResponderEliminar